Guia de Remapeamento de  ECU de Injeção Eletrônica de Veiculos Diesel

Guia sobre Remapeamento de ECU para Caminhões: Benefícios, Procedimentos e Perguntas Frequentes

1. O que é Remap?

      O remapeamento, também conhecido como reprogramação eletrônica, chipamento de potência ou simplesmente remap, é um procedimento fundamental para ajustar e otimizar o funcionamento do motor de um veículo. Esse processo envolve a leitura, edição e regravação dos dados na memória de controle da ECU (Unidade de Controle do Motor).

      A principal finalidade do remapeamento é melhorar o desempenho do veículo, aumentando a potência e o torque do motor. Isso é feito ajustando os parâmetros de injeção de combustível, ignição, pressão do turbo, entre outros, de acordo com as especificações do fabricante e as necessidades do cliente.

      Além de melhorar a performance, o serviço que envolve a leitura e edição de arquivos também pode ser necessário em diversas situações, como a desativação ou reprogramação de imobilizadores, trabalhos com airbags, clonagem ao substituir módulos, troca de componentes avariados, restauração das configurações originais, correção de anomalias e falhas que persistem após o reparo, e correção de arquivos e/ou dados corrompidos, dentre outros.

      2. Como funciona o remapeamento?

        O remap consiste na modificação de diversas regiões do arquivo que compõem o software da ECU de um veículo. Isso permite ajustar parâmetros como a injeção de combustível, o tempo de ignição, a pressão do turbo e os limitadores de torque, visando melhorar a performance do motor, otimizar o consumo de combustível e adaptar o veículo a diferentes condições de operação. O remap é uma forma eficaz de personalizar a resposta do motor às necessidades específicas do proprietário ou às exigências de desempenho.

        3. O Remap é perigoso ao motor? Ele força o motor?

          Se for feito de maneira inadequada, pode ser perigoso. No entanto, as ECUs são construídas para permitir intervenções quando necessário. Antigamente, era preciso alterar fisicamente o motor para realizar melhorias em torque e potência. Hoje, devido à tecnologia dos módulos, os fabricantes produzem motores robustos para variadas aplicações, limitando torque e potência apenas pela programação na ECU por motivos de leis ambientais, de trânsito, questões comerciais, tributações e mercado.

          Por exemplo, um motor de um Scania G400 pode ter diferentes faixas de potência, G440, G480 sendo o mesmo motor e litragem, apenas limitadas pela programação na ECU. O remap libera, de forma segura, a potência que já está contida no motor. Portanto, existe uma margem segura que pode ser trabalhada pelo remap sem comprometer o funcionamento do motor, pois as modificações técnicas realizadas estão contidas dentro da capacidade para a qual o motor foi projetado.

          4. Protocolos antes de realizar um serviço de edição de arquivo

            Antes de considerar o remapeamento do seu veículo, é fundamental realizar uma série de verificações e testes para garantir que o processo seja eficaz. Esses protocolos não apenas garantem a segurança e integridade do veículo, mas também são essenciais para obter os melhores resultados do remap.

            Confira abaixo os principais protocolos a serem seguidos:

            1. Verificação da Quilometragem do Veículo
            2. Verificação do Consumo de Óleo e Vazamentos no Motor
            3. Teste de Pressão de Combustível
            4. Teste de Vazamento em Turbina e Intercooler
            5. Inspeção com Teste e Limpeza dos Sensores
            6. Revisão em Bancada das Soldas Frias do Módulo de Controle do Motor

            Para mais detalhes sobre importância de cada um desses protocolos, consulte o artigo completo sobre "O que fazer antes de remapear seu veículo".

            5. Se eu não gostar, posso reverter as condições originais do veículo?

              Sim, o seu arquivo original é copiado e guardado com segurança, e sempre é possível reverter o remap para as condições originais. A maioria dos profissionais qualificados pode restaurar o software original da ECU a qualquer momento, caso você não esteja satisfeito com os resultados do remap ou decida voltar às configurações de fábrica por qualquer motivo, como ao desejar vender o veículo. É importante discutir essa opção com o profissional antes de realizar o remap para garantir que ele tenha uma cópia do software original do seu veículo.

              6. Como um remap melhora a média de consumo de combustível?

                Embora pareça contraditório, um remap bem feito pode, associado a uma revisão de módulo, de fato, melhorar a eficiência de combustível em certas condições de operação, mesmo aumentando a potência e liberando torque. Isso ocorre devido a vários fatores.

                Com um caminhão remapeado em mãos, se o condutor dirigir e trabalhar com o veículo nas mesmas condições que anteriormente, ou seja, nas mesmas condições de trabalho que antes de ser remapeado, agora mais potente, o veículo vai trabalhar mais aliviado para aquela condição de esforço, o que pode aumentar a eficiência e reduzir o consumo e melhorar a performance para aquele regime de trabalho.

                No entanto, se o veículo for exigido além desses limites, ele realmente consumirá mais combustível por utilizar uma maior porcentagem da potência e torque extra disponibilizada pelo remapeamento. Além das condições de trabalho, o remap influencia em vários fatores que podem contribuir para a economia de consumo.

                Com um remap, o motor pode produzir mais torque em baixas rotações, permitindo que o veículo acelere mais facilmente e mantenha velocidades mais baixas sem a necessidade de aumentar muito as rotações do motor. Isso pode levar a uma condução mais eficiente, especialmente em condições de tráfego urbano. Os justes no software da ECU também melhoram a resposta do acelerador e a eficiência geral do motor, reduzindo a necessidade de "pisar fundo" no acelerador para obter a potência desejada.

                Algumas reprogramações de injeção são especificamente projetados para melhorar a eficiência de combustível, ajustando os parâmetros do motor para proporcionar um equilíbrio entre desempenho e economia, dependendo do estilo de condução.

                No entanto, é importante notar que os benefícios em termos de eficiência de combustível podem variar dependendo de como o veículo é conduzido. Em condições de condução agressiva ou esportiva, onde a potência adicional é constantemente utilizada, o consumo de combustível pode aumentar. Já em condições de condução normal, onde a eficiência e o torque adicional são mais utilizados, pode-se observar uma melhoria na média de consumo de combustível.

                7. O Remap muda com o passar do tempo? A potência é perdida com o tempo?

                  O remap em si não muda com o passar do tempo, pois é uma reprogramação permanente do software da ECU. No entanto, como qualquer software, pode ser afetado por atualizações ou reprogramações subsequentes realizadas pelo fabricante ou por outros serviços de manutenção. Além disso, o desempenho do remap pode ser influenciado por fatores como desgaste do motor, condições de condução e manutenção do veículo. É importante realizar manutenções regulares e estar atento a qualquer atualização de software fornecida pelo fabricante do veículo, que pode substituir o remap. Se houver qualquer alteração ou problema, um profissional qualificado pode verificar e reprogramar a ECU conforme necessário.

                  8. Stages de Remap

                    Nos remaps de ECU, os "stages" representam níveis ou etapas de ajustes no software da ECU para otimizar o desempenho do veículo. Cada stage oferece um conjunto específico de ajustes e benefícios, dependendo das necessidades do cliente e do uso do veículo.

                    Stage I: Este é o estágio inicial de remap, oferecendo um aumento moderado de desempenho. Geralmente, inclui um aumento de 6% a 10% nos mapas do arquivo da ECU. É adequado para transportes rápidos com cargas entre 10 e 20 toneladas. Além disso, proporciona uma melhoria na eficiência de combustível e um desempenho aprimorado para operações diárias.

                    Stage II: Este estágio é mais avançado e oferece um aumento de desempenho significativo em comparação com o Stage I. Normalmente, inclui um incremento de 10% a 14% nos mapas do arquivo da ECU. É ideal para veículos que transportam cargas pesadas e percorrem longas distâncias entre 20 e 30 toneladas. O Stage II é projetado para condições de carga máxima, oferecendo uma melhoria significativa no torque e na potência, o que resulta em um melhor desempenho e eficiência de consumo em longas distâncias.

                    Ajuste de Sensibilidade de Pedal + Calibração de Caixa

                    A calibração da caixa de câmbio ajusta os parâmetros de funcionamento da transmissão para otimizar as trocas de marcha e o desempenho geral do veículo de acordo com a nova potência. O ajuste de sensibilidade de pedal envolve a reprogramação do sistema de controle eletrônico do acelerador para tornar a resposta do pedal mais rápida e precisa, combinando com a modificação incrementada.

                    Com essas informações, esperamos esclarecer as dúvidas e os benefícios do remapeamento de ECU, proporcionando uma visão mais clara e confiável sobre como essa prática pode melhorar o desempenho e a eficiência dos veículos.

                    9. Expectativa de redução de custos de antes e após o remap

                      Em nossos serviços de remap, temos obtido resultados consistentes que refletem melhorias reais na eficiência para redução de consumo de combustível para nossos clientes. Nossos clientes trabalham com cargas que variam bastante, entre 12 a 15 toneladas, ou até mesmo 20 ou mais toneladas para veículos em safras.

                      É importante ressaltar que esses resultados são observados em veículos que seguem rigorosamente os protocolos recomendados antes do remap, incluindo a realização da revisão do módulo e outros testes essenciais garantem que o veículo esteja em perfeitas condições para receber o procedimento de remap, maximizando os benefícios obtidos. 

                      No entanto, não é uma promessa de que os veículos vão atingir essas faixas de melhoria, mas sim uma demonstração do que pode ser alcançado, pois há muitas variáveis envolvidas, como peso da carga, tempo de entrega da carga, topologia da estrada, humor do condutor e até a experiência em conduzir com ênfase em economia, dentre outras.

                      Além da melhoria na eficiência de combustível, o remap e revisão de módulo também vai contribuir significativamente para a redução das emissões de poluentes. Com uma queima mais eficiente de combustível, o veículo emite menos poluentes no meio ambiente, contribuindo para a preservação e para a sustentabilidade do planeta, com a redução da emissão de carbono e óxidos de nitrogênio. 

                      Esses números não apenas demonstram a eficácia do remap, mas também destacam a importância de cuidados prévios com o veículo. Seguir os protocolos adequados não só assegura resultados satisfatórios, mas também prolonga a vida útil do veículo, garantindo um desempenho otimizado a longo prazo. 

                      Vejamos um exemplo de economia em um veículo de nosso cliente, em um Scania G400 que teve seu módulo revisado e remapeado com um acréscimo de 10% de potência/torque, tornando se um G440.

                      Demonstração de economia de Combustível com o Remap e revisão de módulo ECM de um Scania G400.

                      Dados Iniciais:

                      1. Distância da viagem: 6000 km (Ida e volta Ceará a São Paulo), com uma carga de 10.000 kg.
                      2. Consumo e média final antes do remap: Costumava ser 3,13 km/l
                      3. Consumo depois do remap: Conseguiu alcançar 3,44 km/l
                      4. Preço médio do diesel: R$ 5,75 por litro

                      Quantidade de combustível gasto por viagem antes do remap e revisão:

                      Quantidade (L) =Distância (Km) / Consumo (km/L)​ → 

                      Quantidade (L) =6000 Km / 3.11 (km/L)​ ≈ 1.929,26 Litros

                      Gasto financeiro com diesel antes do remap e revisão:

                      Gasto (R$) = Quantidade (L) × Preço (R$) →

                      Gasto (R$) = 1.929,26 × 5,75 ≈ R$ 11.093,24

                      Quantidade de combustível gasto depois da revisão de módulo e remap com stage II:

                      Quantidade (L) 6000 km / 3.44 km/L​ = 1.744,18 Litros

                      Gasto financeiro com diesel depois do remap e revisão:

                      Gasto (R$) = Quantidade (L) × Preço (R$) →

                      Gasto (R$) = 1.744,18 × 5,75 = R$ 10.029,03

                      Economia de combustível na viagem:

                      Economia (L) = Gasto antes  Gasto depois →

                      Economia (L) = 1.930,43 − 1.744,18 = 185,08 L

                      Economia em reais (R$):

                      Economia (L) = R$ 11.093,24 − R$ 10.029,03 = R$ 1.064,21

                      Economia em Porcentagem:

                      Economia %=Gasto Antes  Gasto Depois​ / Gasto Antes  x 100 →

                      Economia % = 11.093,24  10.029,03 /10.029,03 x 100 ≈ 10,61 %  

                      Dessa forma, o caminhão economizou 186,25 litros de diesel na viagem com o carro remapeado, resultando em uma economia financeira de R$1.064,21, ou aproximadamente 10,61% de redução de custo em comparação a viagem anterior, quando o carro era original. Ao final de 1 ano, com cerca de 25 viagens, apenas na economia de combustível ele pode ter uma economia média de cerca de R$26.605,25.

                      Claro, como foi citado anteriormente, isso é uma média e esses valores mudam de acordo com o valor do diesel, com a distância percorrida, com o peso da carga, dentre outros inúmeros fatores, mas é possível fazer uma grande escala de economia, o que pode refletir em boas reduções de custo, principalmente para donos de frotas, onde cada centavo pode representar um grande montante de valor acumulado ao final do ano. 

                      10. Relato do que os condutores costumam relatar após o remap

                        1. Melhora no Tempo de Resposta do Veículo e Sensação de Possuir Pedal de Sobra para Acelerar
                        2. Possibilidade de Melhoria no Consumo de Combustível
                        3. Ganho de Potência, Torque e Velocidade
                        4. Mais Segurança e Melhora na Ultrapassagem
                        5. Melhora na Sensibilidade do Pedal e Experiência de Ultrapassagem
                        6. Melhor Potência para Desenvolvimento
                        7. Melhora no Ganho e Retomada de Marcha

                        Em resumo, o remapeamento de ECU para caminhões oferece uma solução eficaz para melhorar o desempenho e a eficiência dos veículos, proporcionando aos proprietários uma experiência de condução mais satisfatória e econômica. Com ajustes precisos nos parâmetros do motor, é possível obter ganhos significativos em potência, torque e economia de combustível, além de melhorias na segurança e na dirigibilidade. A possibilidade de reverter o processo e a personalização por meio de diferentes estágios de remap tornam essa prática uma opção viável e vantajosa para aqueles que buscam melhorar o desempenho de seus caminhões de forma segura e confiável.

                        Back to blog

                        Leave a comment

                        Please note, comments need to be approved before they are published.